Blog

Minibiblioteca itinerante chega à primeira escola da Cidade de Deus

Por: Lohrrany Alvim
20/11/2021 – 10h15

O projeto “Caixote do Saber” incentiva crianças da comunidade do Rio de Janeiro a lerem mais. (Foto reprodução Internet)

 

A pandemia de Covid-19 trouxe muitas angústias, além da experiência de isolamento e distanciamento social. Para muitas pessoas, inclusive os pequenos, os maiores companheiros durante estes momentos difíceis foram os livros. De acordo com o Sindicato Nacional dos Editores de Livros, neste ano de 2021, o setor está crescendo de forma robusta inclusive sobre 2019, período anterior à pandemia.

“Acho que as pessoas redescobriram o prazer de ler e [isso] recolocou o livro nos hábitos diários”, ressalta Marcos da Veiga Pereira, presidente do Snel.

 

Caixote do Saber

Um projeto simples e bastante aceito na comunidade Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, utiliza caixotes de madeira empilhados – um em cima do outro – para espalhar livros e muita alegria pelas ruas do local. Foram disponibilizados 220 livros em 2020, quando o projeto foi lançado.

O “Caixote do Saber” foi tão bem aceito que chegou à primeira escola da comunidade. A biblioteca itinerante, desenvolvida pelo publicitário André Melo, tem como objetivo incentivar crianças a lerem mais. E foi com esse pensamento que a Escola Municipal Frederico Eyer abraçou a causa. A ideia da ONG Noiz, responsável pela ação, é de espalhar o projeto por outros pontos da comunidade.

André Melo notou que muitas instituições da comunidade não têm biblioteca. Com o retorno das aulas presenciais, ele disse em entrevista ao portal Só Notícia Boa que iniciou o contato com alguns diretores, que logo aprovaram a proposta.

 

Minibiblioteca nas escolas

A diretora adjunta da Escola Municipal Frederico Eyer, Laura Fernanda Sá, ficou muito feliz com a possibilidade de contar com o projeto e logo de cara aceitou a proposta.

“Nossa escola atende alunos da Educação Infantil ao 5° ano do Ensino Fundamental. Nos encantamos com a ideia do Caixote do Saber, porque este projeto vai ampliar o acesso de todos da comunidade escolar aos livros, incentivando ainda mais a leitura”, declara a diretora.

Além de montar e levar a iniciativa para a escola, a ONG Nóiz vai repor os livros quando necessário.

“Quem já nos conhece sabe que amar, educar e profissionalizar é o nosso lema. Entendemos que a educação é a porta que precisa estar sempre aberta na luta contra a desigualdade social. E poder ver crianças, jovens e adultos terem acesso fácil aos livros por meio do caixote, é realmente uma felicidade muito grande”, finaliza André.

 

Doação

Se você gostou do projeto e deseja doar livros para o “Caixote do Saber”, é só entrar em contato com a ONG Nóiz pelo Instagram e combinar a entrega.

Veja também: Campanha recolhe livros infantis para doar à Biblioteca Parque da Rocinha

 

> Voltar

© Copyright 2018 - Rádio Rio de Janeiro

Tsuru Agência Digital
Desenvolvido pela